Daniel Fala Sobre Nova Peça de Teatro e Próximos Trabalhos / Autor: Rafael Alves

2012-02-03t045444z_2115360988_gm1e823104j01_rtrmadp_3_usa   O ator de Harry Potter estará na West End em Londres, com a peça “The Cripple of Inishmaan”, escrita pelo “enfant terrible”  do teatro britânico, Martin McDonagh.

 Daniel Radcliffe, o jovem ator que interpretou Harry Potter na saga de filmes parece estar deixando para trás o famoso personagem criado por J. K. Rowling. Suas últimas aparições que vão da peça Equus para o filme de terror A Mulher de Preto, têm mostrado que suas tentativas de se manter longe do personagem estão obtendo resultados. Agora, o ator que acaba de atuar como o poeta beat Allen Ginsberg no filme “Kill Your Darlings” ira atuar em uma nova produção teatral, como um deficiente irlandês de 30 anos na peça “The Cripple of Inishmaan”. A peça escrita por Martin McDonagh, que por sua vez é um cineasta famoso (vencedor do Oscar por, dirigir”In Bruges” e que recentemente dirigiu o filme “Seven Psychopaths”), gira em torno de Bily, um órfão que sonha em fazer grande sucesso em Hollywood. Cripple que estreia em junho e permanecerá por 12 semanas em cartaz, é parte de uma temporada de peças de teatro no West End supervisionado pelo diretor Michael Grandage, que montou uma equipe de atores de primeira linha, que incluem Ben Whishaw, Judi Dench e Jude Law. Montada pela primeira vez em 1996, a peça é uma mistura entre comédia e a crueldade de McDonagh, conhecido por fazer parte do movimento de teatro ‘In-Yer-Face’, ele busca impactar o espectador com argumentos grotescos e politicamente incorretos. “Ela se move entre a tragédia e a comédia de forma tão brilhante”, disse Radcliffe. “Eu acho que uma das coisas mais engraçadas sobre esta peça é que ela é tão politicamente incorreta para os padrões atuais”, acrescentou o ator, “Grande parte da comédia é para pessoas que são cruéis com Billy”. A obra representa a volta aos palcos de Londres de Daniel Radcliffe, desde “Equus” de Peter Shaffer, em 2007, sobre um jovem problemático com um fascínio patológico com cavalos. O trabalho mostrou o ator adolescente completamente nu em uma cena que provocou uma enxurrada de manchetes sobre “A varinha mágica de Harry Potter”, mas críticos elogiaram sua coragem e seu desempenho. Radcliffe disse que “Equus” foi um sinal do que estava determinado a fazer. “Não queria tomar o caminho mais fácil. Queria correr riscos, ter uma carreira decente”, informa o ator. Desde então, ele tem combinado cinema e teatro, atuando também na Broadway. Em 2011estreou o musical “How To Succeed In Business Without Really Trying”, no qual ele interpretou um empresário. Para este ano o ator tem três filmes. O primeiro, Kill Your Darlings estreou no Festival de Cinema de Sundance, em janeiro e mostra Radcliffe como Ginsberg, com todas as suas cenas de poesia e sexo gay. O ator diz que nunca tinha estado mais orgulhoso de seu trabalho que neste filme. Ele também filmou “The T Word”, que qualifica como uma comédia romântica “muito engraçada, muito doce, mas também muito inteligente”, do diretor canadense Michael Dowse. E está particularmente animado com “Horns”, do diretor de filmes de terror francês Alexandre Aja francês (“Despertar do Diabo”, “Piranha”), sobre um homem de coração partido ao qual cresce chifres diabólicos que lhe permitem ler os pensamentos e sentimentos de outros. “É uma história de amor, um filme de vingança, com momentos de terror. Vai ser uma loucura”, disse Radcliffe, que já tinha atuado com isso no ano passado em A Mulher de Preto. E em breve também poderá atuar como o corcunda Igor, cientista assistente em uma nova versão de “Frankenstein”.

Tradução: Gustavo Borella

Source: Latercera








2011 - 2016   DanielRadcliffe.Com.Br