Scans sobre “Victor Frankenstein” na revista Empire / Autor: Andressa

A revista Empire traz em sua edição de Junho uma matéria especial e fotos dos bastidores do próximo lançamento do Daniel, o filme “Victor Frankenstein”. Confira a tradução do texto trazido na revista e os scans abaixo:

JAMES MCAVOY E DANIEL RADCLIFFE CRIARAM UM MONSRO

“Hoje nós estamos explodindo muitas coisas, o que é sempre bom”, diz Paul McGuigan (diretor de Frankenstein). “Mas ainda há muitas camadas para esta cena, embora seja um filme de aventura e não de ação.”

“A natureza desse tipo de feito para explosão e como ele ocorre deve permanecer um mistério até visto na tela, mas há um censo de escala e um espetáculo imundo aqui nos bastidores que é refrescante na nossa era da tela verde. Refrescante no modo, literalmente molhado, é como estar trabalhando em Surrey dentro de um castelo-laboratório totalmente aberto em uma noite muito fria.”

McGuigan, cujo melhor filme provavelmente ainda é “Gangster”, (embora recentemente tenha tido grande sucesso por dirigir Sherlock) queria uma vantagem óbvia nos efeitos especiais em seu remake que tivesse impacto global. “Eu queria sentir que era mais tangível do que quando você trabalha com grandes nomes do cinema como Frankenstein, Drácula, seja qual for, as pessoas sempre vão esperar coisas impossíveis como explosões gigantescas. Eu queria algo atual, queria que as pessoas se sentissem ligadas a ele.”

McGuigan fala com entusiasmo sobre o roteiro de Max Landis, que é a adaptação do romance épico de Mary Shelley sobre a vida feita pelo homem, “escolhemos um dos melhores temas, basicamente a cereja do bolo”. Dentre as frases mais engraçadas ele chama o remake de “um filme de amigos”, da intrépida relação entre o Dr. Frankenstein (James McAvoy) e seu amigo (Daniel Radcliffe), uma versão totalmente reinventada do conhecido assistente corcunda. Neste filme, Igor é resgatado de um circo e sua coluna é literalmente endireitada por Frankenstein.

“Por mais que o monstro seja sua criação, Igor é sua criação do bem”, diz McAvoy, em seu trailer antes de subir os pisos do castelo para lutar contra sua obra. “Isso foi muito emocionante. O roteiro é engraçado, mas também muito escuro, da melhor forma.” Para Radcliffe a história lhe permite habitar um papel icônico, mas com uma identidade totalmente renovada, funcionando como uma substituta cobaia para Frankenstein, usada para derrotar a morte, levando-o a uma ética duvidosa.

“Meu papel assume este aspecto no momento em que Victor está começando a ficar louco e eu sou o único que está tentando guiá-lo de volta para a moralidade”, diz Radcliffe, “Gosto do roteiro pois ele deixa o ser humano encontrar a esperança quando se está no momento mais terrível de sua vida.”

Para McGuigan, dentre vários elementos, tristeza, obsessão e o desejo de criar que Shelley propôs em sua autoria, permanecem intactos na história. “A metáfora da criação do monstro se assemelha com o trabalho de criar um filme, sabe? Em termos de criação, é um monstro, às vezes se torna um trabalho muito difícil e você quer saber se está fazendo isso certo, mas torna-se uma paixão, uma obsessão. Então, acho que todos nós compartilhamos um pouco dos sentimentos de Victor Frankenstein.”

Tradução e Adaptação: Barbara Carias

2222.png 2222_28229.png 2222_28329.png 2222_28429.png tumblr_nnmlirGo1z1rlha8wo2_540.jpg

Scans > 2015 > Empire








2011 - 2016   DanielRadcliffe.Com.Br