Daniel Radcliffe vira recepcionista da revista NYLON / Autor: Barbara Carias

Algumas semanas atrás, Daniel Radcliffe passeou pelos escritórios da revista NYLON e sentou-se na recepção, sem o conhecimento de funcionários e visitantes do escritório. O texto abaixo foi escrito por um empregado da NYLON, que deseja permanecer anônimo. Este é seu conto:

“Era uma tarde de quinta-feira, assim como qualquer outra. Eu estava sentado em minha mesa, cansado e um pouco desanimado, quando eu decidi “esticar as pernas.” E com isso, quero dizer que peguei um saco de Cheetos . Quando eu me virei em direção ao lobby, fiquei cego. O logo de néon rosa da NYLON tinha cozinhado em meu cérebro por horas, e tudo ficou muito brilhante. Cheguei ao redor da mesa, peguei um saco, e voltei de forma alegre para minha mesa. Enquanto eu caminhava de volta, olhando sorrateiramente, vi que havia um homem sentado à mesa. Virei a cabeça, e, para minha alegria, eu percebi que a minha visão periférica não me falhou. Era Daniel Radcliffe sentado na recepção do hotel. Sim, aquele Daniel Radcliffe. Confuso e um pouco atordoado, eu o encarei por um momento antes de aceitar este fato e retornar para a minha mesa.

Olhando para a tela do meu computador, pensei: Isso foi estranho. Eu deveria dizer alguma coisa? Devo dizer alguma coisa? Provavelmente não. Então, sorrateiramente, eu notei outra visão. Era um estagiário, chorando. Minha visão periférica não falhara comigo aquele dia. Eram lágrimas de choque e, penso eu, alegria. Olhei em volta e vi um monte de gente sorrindo, alguns rostos corados. E tudo isso aconteceu pelo simples fatos de eles caminharem pelo lobby. Enquanto alguns estavam entretidos com o ator, outros optaram por se acalmar e surtar mais tarde.

Não recebi nenhum telefona por quase uma hora, o que era estranho. E um pacote que supostamente foi entregue no escritório destinado a mim, nunca chegou à minha mesa. Quando comecei a rastrear o pacote acima mencionado, ouvi um grito. Aparentemente, Joe Jonas havia entrado no escritório, para surpreender Daniel e tentar reassumir o seu trabalho.

Alguns podem chamar de mágica, fazendo uma alusão bem franca a Harry Potter, e outros podem chamar de inacreditável, mas eu gostaria de resumir como “um dia muito estranho, repleto de estrelas.”

Felizmente existem câmeras para provar o ocorrido.”

Fonte








2011 - 2016   DanielRadcliffe.Com.Br