[TRADUZIDO] Daniel fala sobre sua primeira memória de Harry Potter / Autor: Nuara Costa

Essa semana foi o aniversário de 15 anos de lançamento de Harry Potter e a Pedra Filosofal, filme que lançou Daniel Radcliffe como ator aos 11 anos de idade. A DigitalSpy conversou com Daniel, que falou sobre sua primeira memória nos sets de gravação, quando percebeu o quanto sua vida ia mudar e sua relação com os atores da série hoje em dia.

Daniel Radcliffe revela o que REALMENTE o animou para Harry Potter e a Pedra Filosofal

Nós quase não acreditamos, mas hoje faz 15 anos desde que Harry Potter e a Pedra Filosofal estreou nos cinemas e lançou seu elenco jovem em um estrelato mágico.

Daniel Radcliffe sentou com a DigitalSpy para relembrar o filme, apesar que você não irá ser capaz de adivinhar o que o animou no primeiro dia no set.

“Os primeiros dias na plataforma de trem em Goathland, onde também foi filmado Heartbeat, eu acho… Eu lembro de estar lá e eles dizendo, ‘Foi aqui onde eles filmaram Heartbeat’, e eu tava tipo ‘Não brinca! Sério? Incrível!’, esse é um programa de TV que eu ouvi falar quando criança.”

Sim, esqueça o mundo mágico de J.K. Rowling tomando vida diante dele: foi um set policial no lado rural de Yorkshire que cativou a mente pré-adolescente de Radcliffe.

Ele admite que, no set, ele estava “bem nervoso, mas não tão nervoso como [ele] deveria estar” por estar entrando em uma adaptação da série mais vendida na história do mundo. Foi apenas depois do filme ser lançado e a máquina da publicidade começar a rolar que ele ficou “perturbado”.

Radcliffe diz que ele não estava preparado para como o filme mudaria a sua vida. “Ninguém sentou com a gente e disse, ‘Isso pode acontecer, isso pode acontecer’… A primeira vez que eu senti isso foi na primeira première e na primeira vez que eu fui reconhecido na rua por alguém que enlouqueceu. Eu fiquei bem assustado.”

Felizmente, a sua família estava lá para ajudá-lo durante as piores e mais estranhas partes de tudo. “Depois disso eu estava como, se eu conseguir lidar com isso então estou bem. Eu acho que meus pais foram muito bons em como eles lidaram com isso. Mesmo que eles estivessem assustados, eles iriam olhar pra mim e dizer, ‘A vida não é engraçada? Que coisa estranha tudo isso acontecendo!’”

“E eu acho que isso me deu uma boa perspectiva, melhor do que eu pensar que tudo estava acontecendo porque eu sou tão incrível, ou que era algo a ser temido ou negativo – então eles me deram uma atitude legal e saudável à isso.”

Radcliffe pensa que seus pais e a equipe de filmagem de Harry Potter “fizeram um ótimo trabalho” tratando o elenco “primeiro como crianças, depois como atores,” uma tendência que ele acha que é frequentemente reversa nos EUA – apesar dele admitir que há atores mirins “adoráveis” e “estragados” nos dois lados do Atlântico.

Na carreira pós-Harry Potter de Radcliffe – que já teve de tudo desde terror (A Mulher de Preto) até o de temática-gay Beat (Versos de um Crime) e comédias negras de cadáveres flatulantes (Swiss Army Man) – não deveria ser surpresa que ele tentou seguir em frente depois da série. Na verdade, ele nunca sentou e assistiu nenhum dos filmes, apesar de ter se tornado impossível evitar a todos.

“Eu vi um pedaço de um outro dia,” ele diz. “Eu estava de férias na Grécia e havia um canal de filmes que nós estávamos assistindo porque era a única coisa em inglês e o filme apareceu e eu estava tipo, ‘OK, agora eu tenho que achar outra coisa para assistir’. Mas eu acho que assisti algumas cenas e estava como, ‘OK, eu não preciso assistir mais.’ Um dia eu, provavelmente, vou assisti-los novamente se eu tiver filhos, então vou fazer isso, mas esperançosamente eles vão gostar dos filmes e isso vai me distrair da minha própria atuação.”

E sobre o resto do elenco? Ele não está em contato com Emma Watson, apesar dele ver  Rupert Grint “ocasionalmente”. “Eu diria que tenho uma boa relação com o elenco,” ele diz, embora as pessoas que ele considera como “ótimos amigos” daqueles dias são os membros da equipe de filmagem. Mas ele ainda mantém contato com Matthew Lewis (Neville), Alfie Enoch (Dino) e Bonnie Wright (Gina), e é claro que ele pensa que a série providenciou a todos uma longa carreira no cinema. “Nós todos gostamos de trabalhar com cinema.”

Fonte: DigitalSpy
Tradução: Nuara Costa








2011 - 2016   DanielRadcliffe.Com.Br