Biografia / Autor: Andressa


Daniel Jacob Radcliffe nasceu no dia 23 de Julho de 1989 em Fulham, subúrbio de Londres, Inglaterra, no Queen Charlotte’s Hospital. Daniel é filho de Alan Radcliffe e Marcia Gresham.

Aos 5 anos, já sentia vontade de atuar, mas foi somente aos 10 anos que ele conseguiu o seu primeiro papel, em “David Copperfield“, onde interpretou o jovem David. E em seguida, aos 11 anos, atuou em “O Alfaiate do Panamá” como Mark Pendel. Porém, a carreira dele não parou por aí, no mesmo ano, David Heyman estava à procura de um garoto para interpretar o jovem bruxo na franquia “Harry Potter“, baseada na série de livros da escritora J.K. Rowling. E foi em um dia, enquanto tomava banho, que Daniel recebeu a notícia de que havia passado no teste para interpretar Harry. O primeiro filme da franquia chamado de “Harry Potter e a Pedra Filosofal” foi lançado no ano de 2001, no dia 16 de Novembro e logo após, o sucesso foi imediato! Harry Potter se tornou uma das franquias mais rentáveis, virou febre no mundo inteiro e Daniel começou a deslanchar sua carreira.

Em 2002, ele fez mais um filme de Harry Potter, “Harry Potter e a Câmara Secreta” e atuou na peça “The Play I Wrote“. Ele ainda continuou interpretando Potter, nos filmes seguintes, como “Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban” que lançou em 2004 e “Harry Potter e o Cálice de Fogo” em 2005. Já em 2006, fez uma participação na série “Extras“. Em 2007, fez “Harry Potter e a Ordem da Fênix“, além disso, ele estrelou o filme “December Boys” (“Um Verão para Toda vida” no Brasil), como Maps, um órfão que cresce em um convento católico no deserto da Austrália e no filme produzido para a televisão, “My Boy Jack“. Logo depois, em 2008, ele participou da peça teatral “Equus“, no papel de Alan Strang, um homem com um  fascínio sexual por cavalos; Daniel aparecia completamente nu em algumas cenas – a peça estava em cartaz na Broadway, Nova York.

Mais tarde, em 2009, no mês de Fevereiro, ele terminou “Equus” e atuou no sexto filme de Potter, “Harry Potter e o Enigma do Príncipe“. No ano seguinte lançou “Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 1” e emprestou sua voz para o desenho animado “The Simpsons” em um episódio especial de Halloween, como o vampiro Edmund. Em 2011, fez o último filme da franquia, “Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2“, onde a história de Potter teve seu fim. Ainda em 2011, ele estava em cartaz com outra peça da Broadway, “How To Succeed In Business Without Really Trying“, como J. Pierrepont Finch; Daniel teve sua última participação na peça em 1 de Janeiro de 2012.

Após o fim da série “Harry Potter“, ele estreou em Fevereiro de 2012 com o filme “The Woman in Black” (“A Mulher de Preto”), onde deu vida ao personagem Arthur Kipps, um advogado que é enviado para um remoto vilarejo para cuidar dos papéis de um cliente recém-falecido. No mesmo ano, Daniel gravou o filme “Versos de Um Crime“, que conta a história de como jovens escritores deram início ao Movimento Beat, após um assassinato na Columbia University em 1944. Daniel, interpreta o poeta americano  Allen Ginsberg, ao lado das estrelas, Elizabeth Olsen que faz a personagem Edie Parker, uma rica estudante de arte que namora Jack Kerouac (interpretado por Jack Huston) e Dane Dehaan que é Lucien Carr.

Radcliffe já foi muitas vezes considerado um dos jovens mais ricos da Inglaterra, e apoia algumas instituições como o The Trevor Project, Get Connected e a Demelza House. Ele também já foi indicado há diversos prêmios por “Harry Potter“, e venceu diversos deles!

No começo de sua carreira, ele disse ter dispraxia, mas uma forma mais leve da doença e, felizmente, isso não atrapalhou que ele fosse ator ou que afetasse sua vida.

Daniel estrelou a série britânica baseada na obra de Mikhail Bulgákov, “A Young Doctor’s Notebook“, ao lado do ator Jon Hamm, que teve seu lançamento da primeira temporada em Dezembro de 2012 e da segunda em 21 de Novembro de 2013, ambas com 4 episódios. A série também foi exibida em Portugal e aqui no Brasil pela HBO.

No ano de 2013, Dan lançou “Versos de Um Crime” em diversos países e “Horns” (“Amaldiçoado”) e “Será Que?” (“What If/The F Word”) no Toronto International Film Festival, além de ser confirmado em outros três filmes, “Victor Frankenstein“, “Tokyo Vice” e “Gold“.

Seguiu para o próximo ano (2014) lançando “Horns” e “Será Que?” pelo mundo e sendo confirmado em mais outros quatro projetos: “You Shall Know Our Velocity“, “Brooklyn Bridge“, “Now You See Me: The Second Act” (“Truque de Mestre 2”) e como figurante no longa “Trainwreck“. Dan também estrelou a peça teatral “The Cripple of Inishmaan” em West End, Londres, em 2013 e na Broadway em 2014 e participou do episódio 12 da 26ª temporada de “The Simpsons“, como Diggs.

Em 2015 ele também não ficou parado, nesse ano filmou a sequência de “Truque de Mestre” e o filme da BBC, “Game Changers“, sobre o criador do game GTA; Se tornou membro da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas e foi confirmado no longa “Young Americans” ao lado de Amanda Seyfried. Daniel também filmou “Imperium” e “Swiss Army Man“, além de participar da série da Netflix, “BoJack Horseman“. No final do ano divulgou “Victor Frankenstein” ao redor do mundo junto com James McAvoy e recebeu a honra de ter uma estrela na Calçada da Fama, em Hollywood.

Também emplacou mais uma produção, “The Modern Ocean“, ao lado de Anne Hathaway, Keanu Reeves, Tom Holland, Asa Butterfield, entre outras estrelas.

O ano seguinte, 2016, trouxe incerteza para alguns projetos que Daniel havia sido confirmado, como “Young Americans” (College Republicans), “Gold” e “Tokyo Vice“. Em entrevistas, Daniel disse que “pode não acontecer” e o último, no qual ele até aprendeu um pouco de japonês, “acabou não acontecendo“. Por outro lado, no começo do ano ele se aventurou pela floresta amazônica na Colômbia para filmar “Jungle“, filme baseado na história de sobrevivência de Yossi Ghinsberg na floresta; Lançou “Swiss Army Man” – seu filme mais “peculiar” que recebeu duras, mas também ótimas críticas – no Sundance Film Festival em Janeiro e continuou com a divulgação no segundo semestre ao mesmo tempo que divulgava “Imperium“. No meio do ano  chegou aos cinemas “Truque de Mestre – O Segundo Ato“, filme mais rentável do currículo dele pós-Potter.

Infelizmente, em uma entrevista durante a press tour de “Imperium” e “Swiss Army Man“, Daniel revelou que não está mais envolvido em “The Modern Ocean“.

Ainda neste ano, ele voltou novamente para os palcos de New York, desta vez, para a Off-Broadway, com a peça “Privacy” que falava sobre a privacidade online. A peça ficou em cartaz de 2 de Julho até 14 de Agosto de 2016. E como ele não consegue ficar longe do teatro, já foi confirmado para 2017 na peça “Rosencrantz and Guildenstern are Dead” no The Old Vic, em Londres, que irá comemorar o aniversário de 50 anos da produção que estreou pela primeira vez em 1966. Outras produções nas quais Daniel foi confirmado são “We Do Not Forget” e “Beast of Burden“.

Não copie esta biografia sem dar os devidos créditos ao Daniel Radcliffe Brasil.
Última Atualização: 08.11.2016



2011 - 2016   DanielRadcliffe.Com.Br