Review de Kill Your Darlings pelo Moviefone / Autor: Andressa


Se houvesse um livro para atores procurando liberdade após uma franquia de filmes de bilhões de dólares, Daniel Radcliffe seria o título do primeiro capítulo. Neste novo filme, Kill Your Darlings, que estreio no Sundance Film Festival deste ano, o ator britânico de 23 anos sufoca como o poeta americano Allen Ginsberg. Com um sotaque americano impressionante e despenteados cabelos escuros, Radcliffe brilha como a versão mais jovem do ícone beat.

Claro que este não é o primeiro filme pós Potter. Essa honra pertence ao filme de terror de 2012 A Mulher de Preto, no qual o ator interpreta um advogado pobre britânico no começo da década de 1900. Este filme teve característica similares às dos bruxos: os dois foram filmados em sets da era Edwardiana, obscuros e depressivos. Com ”Darlings”, Radcliffe está mudando completamente, atravessando o Atlântico e se lançando em um papel que é o oposto do Menino Que Sobreviveu.

O personagem de Radcliffe não é o garoto bonzinho e quieto que conhecemos e amamos em Harry Potter. No filme, o seu Ginsberg se droga, se masturba e faz sexo com um homem mais velhos que ele conhece em um bar. Obviamente, pegando um papel desta magnitude após o sucesso que teve é impressionante, e conseguir interpretá-lo é ainda melhor. Enquanto a performance como um todo é admirável, obviamente, a atenção será focada na cena de sexo gay.

Não é a primeira vez que Radcliffe mostra esta variedade. Sua performance em Equus em London West End e Broadway recebeu reviews delirantes, assim como seu musical How To Succeed In Business Without Really Trying. Além disso, seu personagem camaleão em Extras, de Ricky Gervais, mostrou seus dotes como comediante. Claramente, Radcliffe é talentoso, e seu papel em Kill Your Darlings afirma isso. Para as crianças que cresceram com Potter, elas ficarão felizes em saber que seu líder ficará por aí durante muito tempo.

Tradução e adaptação: Bia Antunes
Artigo por: Moviefone



2011 - 2016   DanielRadcliffe.Com.Br